sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Quem Sou?


Quem Sou? Esta foi a questão colocada ao ensino secundário da EBSMS. Os alunos tiveram uma aula teórico-prática onde usaram pela primeira vez uma chave dicotómica para chegar aos subfilos e classes de vários organismos, nomeadamente, lapa, caranguejo, camarão foram apenas alguns dos exemplos práticos, onde os alunos puderam observar algumas das características distintivas destes espécimes à lupa binocular, após uma revisão teórica. Mais uma vez esta actividade teve a parceria fundamental do professor Marco Patrício.




1º e 2º ciclo da EBSMS despertam para..."Nem tudo o que vem à rede é peixe"


No seguimento da temática já apreendida pelo jardim de infância "Planeta Azul", desta vez coube ao 1º e 2º ciclo da EBSMS despertar a consciência sobre as capturas acessórias, com algumas das medidas que podem ajudar a prevenir este problema e claro o lixo marinho.



Foi-lhes ainda pedido que passassem uma mensagem, seguem alguns exemplos: "...lugar de tartaruga...não é na rede", "...não poluir o mar", no final todos concordaram que devemos ajudar a preservar o meio marinho, especialmente, nós que estamos rodeados por ele.




terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Protecção de Pequena População de Não-me-esqueças


O Parque Natural do Corvo e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves uniram esforços na protecção de uma pequena população de Myosotis azorica não-me-esqueças, através da colocação de uma barreira que previne a acção de cabras e ovelhas assilvestradas. Esta iniciativa teve por base a sugestão de um técnico do Jardim Botânico do Faial, que em Julho passado efetuou uma visita de campo à ilha do Corvo. A acção destes espécimes sobre a flora nativa, pode contribuir para o  desaparecimento desta espécie endémica do Grupo Ocidental dos Açores e, que no Corvo deve rondar as 50 plantas distribuídas pelas encostas.

Foto: Hanno Schäfer

Foto: T.Pipa

domingo, 25 de janeiro de 2015

Oceano Vivo: a importância da teia trófica


Os alunos do 2º ciclo da EBSMS colaboraram em mais uma actividade do Clube do Ambiente, desta vez coube aos mais velhos aprenderem sobre a cadeira alimentar e a teia trófica marinha.



Para além da habitual palestra os alunos foram testados através da construção de uma teia trófica, onde tiveram que ligar as várias cadeias e perceber a importância de produtores, consumidores e decompositores.




Nem tudo o que vem à rede é peixe!


Mais uma actividade de educação ambiental com o jardim de infância "Planeta Azul" onde o mar esteve em destaque, nomeadamente as capturas acessórias, aves marinhas, tartarugas marinhas e também o lixo marinho tiveram um papel preponderante em toda a actividade. 


Os pequenos ficaram a conhecer as artes de pesca e o como e porquê de "Nem tudo o que vem à rede é peixe!". No final foram desafiados a expressar o conhecimento adquirido através de desenhos e apresentando-nos os trabalhos.


E como se portaram muito bem tiveram direito a uma visita ao estufim da EBSMS onde observaram urzes Erica azorica e sanguinhos a germinar Frangula azorica.


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

LIFE+ Terras do Priolo com novos estagiários

O LIFE+ Terras do Priolo entra em 2015 com dois novos estagiários: Miguel Rebelo e Lluis Barril. 

Miguel Miranda Rebelo, nasceu no dia 25 de abril de 1992 e é natural de Santo António Nordestinho, no Nordeste. Frequentou a Escola Secundária de Lagoa onde tirou o curso Tecnológico de Desporto concluído no ano letivo 2013/2014. 
Durante o curso realizou dois estágios curriculares: um no Estádio da Luz, nomeadamente na secretaria das piscinas, pavilhões e Benfica Tv e outro no ATL de Santo António Nordestinho. 


Lluís Barril nasceu a 1 de Fevereiro de 1986 em Barcelona, Espanha. É Licenciado em Geografia pela Universidade de Barcelona. Atualmente está a fazer um mestrado em Gestão de Sistemas de Informação Geográfica no programa de formação à distância UNIGIS Girona.
Recentemente esteve a trabalhar como estagiário no departamento de Biologia da Universidade dos Açores desenvolvendo tarefas de analise espacial.


O Miguel e o Lluis irão dar apoio nas ações de conservação da Laurissilva da Serra da Tronqueira, habitat do priolo, bem como na estufa de produção de plantas endémicas e em algumas ações do Centro Ambiental do Priolo.

Damos então as boas vindas a estes dois estagiários que se juntam agora à equipa do LIFE+ Terras do Priolo!


Programa Escolar já arrancou em 2015

O Centro Ambiental do Priolo reiniciou o seu Programa Escolar em 2015 com duas atividades da Escola Básica e Secundária da Povoação, nos dias 13 e 14 de janeiro. a primeira atividade foi a "Descoberta das Aves" com o 6ªA e que contou com 15 alunos, a segunda atividade "Plantas na Escola" foi realizada com uma turma do curso de Turismo Rural e Ambiental, com 8 alunos.

Na "Descoberta das Aves" pretende-se que os alunos descubram algumas das características únicas das aves: desde as penas, adaptação ao voo, bico entre outras coisas. Fala-se ainda de alguns conceitos importantes como é o caso das espécies exóticas e endémicas, assim como o que são aves migradoras, espécies residentes e inclusivamente falamos nas aves que não voam. As aves dos Açores são identificadas e há espaço para conversar sobre outras espécies de aves referidas pelos alunos.

Esta atividade foi concluída no dia seguinte com um passeio pela Povoação onde estes alunos do 6º ano puderam identificar outras aves para além das que tinham ficado a conhecer no dia anterior. E seguindo o currículo da disciplina de EVT fizeram alguns desenhos de aves através da sua observação directa.

A atividade "Plantas na Escola", levou à sala algumas das plantas que fazem parte da Floresta Natural dos Açores: a floresta Laurissilva. Esta atividade consiste na apresentação das plantas dos Açores, com o intuito que os alunos aprendam conceitos como espécie endémica, exótica, invasora e nativa. É ainda pedido aos alunos que enumerem plantas que conheçam ou com as quais tenham contato no dia a dia e é-lhes explicada qual a sua proveniência e importância.

Plantas na Escola, uma atividade do Programa Escolar do Centro Ambiental do Priolo.
A parte seguinte consiste nos alunos identificarem algumas das plantas que os técnicos da SPEA trouxeram para a sala de aula e que são produzidas nos Viveiros de Produção de Plantas do Projeto LIFE + Terras do Priolo.
Alunos do Curso de Técnico de Turismo Rural e Ambienta da Povoação.

Deixamos desde o nosso muito obrigada aos docentes Fátima Costa e Manuel Resendes pelo convite e interesse demonstrado na divulgação do património natural dos Açores!

Saiba mais sobre o programa escolar! Visite o nosso site educativo http://umaflorestaumfuturo.spea.pt/ e acompanhe as nossas atividades em http://umaflorestaumfuturo.blogspot.pt/

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Alunos monitorizam plantas nativas no Corvo


As actividades de Educação Ambiental foram retomadas após o período de férias com uma visita do ensino secundário ao estufim do Corvo. Coube aos alunos monitorizar o desenvolvimento de algumas das plantas nativas que já germinaram no estufim, nomeadamente o sanguinho Frangula azorica e a urze Erica azorica




No caso desta última a sua germinação ainda está em fase inicial, já o sanguinho deve estar pronto para a transplantação para recipientes individuais dentro de duas semanas. As medidas foram retiradas e registadas pelos alunos, que colaboraram ainda na sementeira de folhado Viburnum treleasei



De referir que todas as actividades desenvolvidas pelo ensino secundário serão posteriormente apresentadas pelos alunos à comunidade local no final do ano lectivo.